IBGE conclui capacitação para servidores que vão treinar temporários para o Censo em Santa Catarina

Editoria: Censo 2020 | Da redação

09/03/2020 14h54 | Atualizado em 09/03/2020 14h54

Em meados de fevereiro, a Unidade Estadual do IBGE em Santa Catarina (UE/SC) realizou, em Florianópolis, a capacitação Didática para Multiplicadores de Treinamento do Censo Demográfico 2020. Compareceram os coordenadores de área das 21 agências distribuídas pelo território catarinense, que foram recebidos por coordenadores do Censo e gerentes e o chefe da UE/SC, Roberto Kern Gomes.

Roberto abriu o encontro abordando a complexa cadeia de transmissão de conhecimento criada para a realização do Censo, que apenas no estado catarinense envolverá 7.675 contratados, somando-se aos quase 150 servidores efetivos e 300 contratados temporários atuais. 

A capacitação soma 30 horas e segue um modelo híbrido, com etapas a distância e presencial. Inicialmente, busca-se refletir sobre o papel de multiplicador dentro da cadeia de treinamento, e ao final do curso os participantes constroem um projeto didático e o apresentam, como ocorreu na sede da UE/SC. As apresentações ocorreram em duplas e foram avaliadas pelos colegas. A proposta é que a aprendizagem se dê de modo ativo e colaborativo.

Embora os coordenadores de área e servidores permanentes estejam habituados a atuar como instrutores é importante passarem por essa reciclagem de práticas e didáticas pedagógicas. “Tivemos uma resposta muito positiva destes colegas no curso”, disse o coordenador de treinamento do Censo no estado, Dárcio Francisco Borges, que junto com o coordenador de área, Saulo de Castro Lima, atuaram com tutores. 

“Gosto do trabalho no IBGE porque dá a oportunidade de criar habilidades e otimizar as que já existem”, diz Cláudio Hélio Radtke Junior, coordenador de área da agência de São Miguel do Oeste. “Nesse sentido, esse curso, especialmente a parte presencial, foi importante para sustentar o desenvolvimento da habilidade de instrutor. Apesar de ter ministrado alguns treinamentos nestes quase 14 anos [de IBGE], muita coisa foi na intuição e pouca coisa foi revisada. Então é uma iniciativa de importância ímpar para os servidores e para a instituição.”

Mais adiante, o curso será ministrado aos coordenadores censitários de subárea (CCSs). Alguns deles podem ter conhecimento em didáticas pedagógicas, pondera Dárcio, mas outros podem nunca terem estado à frente de uma turma e terão no curso essa primeira experiência, que é fundamental.

Largada

Duas semanas antes, os trabalhos ligados ao Censo em Santa Catarina tiveram sua largada deste ano com reunião das coordenações estaduais. O encontro serviu para um alinhamento dos desafios que seguem. Roberto Kern Gomes enfatizou a necessidade de todos, independe das suas responsabilidades diretas, dominarem ao máximo as atividades ligadas ao Censo.

Mais notícias deste Estado