Jornalistas baianos serão treinados pelo IBGE e o Sindjorba para a cobertura do Censo 2020 no estado

Editoria: Censo 2020 | Da redação

11/02/2020 19h35 | Atualizado em 14/02/2020 11h11

O Censo Demográfico é uma fonte quase inesgotável de pautas - o que no jargão jornalístico quer dizer ideias para reportagens ou assuntos que geram notícia. Por isso é fundamental que os jornalistas conheçam bem a pesquisa e se preparem para acompanhar sua operação e aproveitar ao máximo a riqueza dos seus resultados.

Com isso em mente, a Unidade Estadual do IBGE na Bahia (UE/BA) firmou parceria com o Sindicato dos Jornalistas no estado (Sinjorba) para oferecer aos profissionais de comunicação baianos oficinas que vão apresentar e detalhar o Censo Demográfico, capacitando-os a fazer uma melhor cobertura jornalística da sua preparação e coleta e a acessar os resultados do recenseamento tanto no portal do instituto quanto no Sidra (Sistema IBGE de Recuperação Automática).

Na manhã do dia 05 de fevereiro, a coordenadora de Divulgação do Censo 2020 na Bahia, Mariana Viveiros, se reuniu com o presidente do Sinjorba, Moacy Neves, e com a diretora de Formação Continuada do sindicato, Carmen Vasconcelos, a fim de definir a programação e as datas para a realização dos treinamentos.

Eles deverão ser oferecidos em abril, no auditório da UE/BA, como parte das comemorações pelo Dia do Jornalista, em 7 de abril. Foram fechadas inicialmente duas capacitações, para 15 pessoas cada uma, número que pode aumentar se houver demanda.

“É essencial fornecer ferramentas para que jornalistas acessem as informações produzidas pelo IBGE como fonte para suas matérias. São infinitos os dados disponíveis, mas escasso o tempo para apuração e interpretação. Com essa formação, queremos facilitar e aprimorar o processo de apuração”, afirma Moacy.

O Sinjorba vai apoiar na divulgação e mobilização dos jornalistas, sindicalizados ou não, para as oficinas, que serão gratuitas e com duração de quatro horas cada uma.

A iniciativa está alinhada com os objetivos institucionais do IBGE de fortalecer a difusão do conhecimento e amplificar a divulgação dos seus dados para a sociedade. “O papel da imprensa ainda é fundamental nesse contexto”, afirma Mariana.

Ela lembra que a partir do final de 2020, com a divulgação dos primeiros resultados do Censo, os jornalistas terão acesso a um universo de informações que oferecerá um novo retrato da realidade do país, estados e municípios e será fundamental para nortear a atuação do poder público, da iniciativa privada e do terceiro setor pelos próximos dez anos.

“Aqui em Salvador, inclusive, será a primeira vez que teremos indicadores por bairro. Nosso objetivo é apoiar a imprensa baiana para aproveitar todo este conteúdo da melhor forma”, conclui ela.

Mais notícias deste Estado